Evaldo Wenzel 

21/06/1970 A 12/02/1971

01/01/1995 A 31/12/1995

Artífice da fundação da CAO - Coordenadoria das Associações Orquidófilas (primeiro nome da CAOB), tendo sido seu primeiro Presidente e principal entusiasta sob sua presidência foi instituído o Dia do Orquidófilo, comemorado no dia 22 de Junho, data do nascimento do ilustre botânico João Barbosa Rodrigues. Em seu mandato foi aprovado o ante-projeto do 1° Estatuto Social e eleito o 1° Conselho Deliberativo, em seu segundo mandato criou e editou o Jornal da CAOB, tendo como diretor César Wenzel e, a partir de seu terceiro número, como redator e editor Oscar V. Sachs Jr. de Taubaté. O jornal da CAOB passou a ser distribuído aos associados das entidades coordenadas e, em seguida, a todos os interessados, independente de pertencerem ou não ás associações. Assim, de fevereiro até o final do ano, tivemos 10 edições, trazendo notícias de interesse geral e dados das exposições realizadas.

 

Alfredo Francisco Martinelli

13/02/1971 A 22/06/1988

 O mais longevo Presidente da CAOB á partir de 23/06/1972, passou a  se chamar CAOB nome que ostenta até hoje. A definição da planta Hibrída Slc Magda Martinelli 'Star Fire' foi, por ser um Hibrído que reunia três dos mais apreciados gêneros Brasileiros Sophronitis, Laelia e Cattleya. Foi instituído o julgamento das plantas com atribuição de pontos que, somados dariam a classificação da exposição, proibição de julgamento de plantas recém coletadas e recém  envasadas sem enraizamento . Em 1974, através do Dep. Fedederal. Ulysses Guimarães, a CAOB apresentou manifesto contrário a aprovação do projeto de lei que tramitava no Congresso proibindo o transporte de orquídeas. Em 1975 foi instituído o 1° Regimento Interno. Em 20/06/1987 foi nomeado Presidente de honra da CAOB.

 Francisco Anaruna

22/06/1988 A 22/06/1989

Sob sua orientação foi criado o Boletim CAOB, com a comissão Editorial formada por Sergio A. A de Oliveira, Wilson Fraga Alegretti e Paulo R. Martins. Sendo o Sergio editor chefe e diretor do boletim.

 

Augusto Krugner

22/06/1989 A 31/12/1993

Sob seu mandato a CAOB participa da I Expointer em São Paulo e recebe o prêmio dos dois prêmios HCC, atribuídos a plantas apresentadas por Entidades coordenadas pela mesma. Em 1989 foi apresentado pela Diretoria Executiva um projeto visando padronizar e disciplinar o julgamento de plantas nas Exposições, principais itens do projeto. 

I - Contenção de etiquetas de pontuação de cores diferentes para atribuição das notas;

II- Agrupamento das plantas baseando-se em dados dos julgamentos interacionais em cinco categorias: 1° Espécies, podendo ser dividas em Nacionais e Estrangeiras, 2° Exóticas, 3° Hibrídos, 4° Botânicas e 5° Micros.

III- Cada categoria teria uma comissão julgadora composta de três juízes.

 

Owaldir Geraldo Ellero

01/01/1994 A 22/06/2000

Em 22/10/1995 o Conselho Deliberativo procedeu a eleição do novo presidente da CAOB. Apurados os votos, registrou-se empate entre dois candidatos, Owaldir  Ellero e Antônio Schimidt tendo este aberto mão  de sua candidatura, pelo princípio de em caso de empate, ser vencedor o candidato de mais idade. E foi consagrado então presidente da CAOB para mandato de Janeiro á Dezembro de 1996. Este ano a CAOB participou da XV conferência Mundial de orquídeas. Fora reeleito para o próximo mandato, só que já tendo sido alterado o mandato de presidente para 2 anos com direito a reeleição em seu mandato Oscar V. Sachs Jr. assumiu a editoria do boletim CAOB. Foi reeleito para mais um mandato que terminaria em Dezembro/2000 porém, por irregularidades encontradas nas prestações de contas, fora afastado pelo Conselho Deliberativo em 22/Junho/2000. 

 

 

Antônio Silveira de Arruda Filho

22/06/2000 A 30/11/2003

Assumiu a Presidência no afastamento de Owaldir e ao final do mandato deste, fora eleito para um mandato inteiro. Teve seu mandato marcado por algumas publicações importantes como: Caderno CAOB, coletânea de Encyclias e caderno do Orquidófilo. Também, a CAOB começa o desenvolvimento de seu sistema informatizado para integração das Exposições e o projeto do site oficial tomava corpo. Teve seu mandato interrompido em 16/11/2003. devido a um acidente automobilístico quando voltava de uma Exposição na cidade de Jaú e necessitou passar por várias cirurgias, seu 1° Vice Presidente Sr. Donizete Lúcio Bocchi recusou -se á assumir, o que fez com que o 2° Vice Presidente Sr. Valdenes Augusto Jordão assumisse assim a presidencia.

 

Donizete Lucio Bochi 

Eleito em 31/12/2008 

Renunciou sem tomar posse assumindo seu 1 Vice Valdenes A. Jordão

 

Valdenes Augusto Jordão

30/11/2003 A 31/12/2010

Assume a presidência em 2003 e passa a promover a informatização de todas as etapas da coordenação das exposições e a confecção do site oficial da CAOB. Num primeiro momento busca a coleta dos dados através de leitores óticos e código de barras mas logo abandonado pela dificuldade na execução adquire os primeiros netbooks para uso dos coordenadores que, já somavam 4 sendo, Istoshi Saito, Carmen Silvia Gallo. Odair Placca e Márcio Silveira, que passaram a fazer a integração dos dados das exposições, via internet, de forma que no sábado os dados já estavam disponíveis. 

 

 

 

Welington José Fernandes 

01/01/2011 A 31/12/2012

Eleito pelo novo Estatuto social CAOB em Dezembro/2010 com a responsabilidade de promover as implantações exigidas pelo novo estatuto como o: Conselho de Disciplina e Ética e Conselho Técnico. Aumentar a quantidade das categorias para fazer um pódio mais representativo e classificar as notas pela média. Estas mudanças sofreram severas restrições por partes dos associados e as categorias ficaram das 17 propostas em  8 que estão até hoje. A classificação por média foi implantada mas, continuou-se a classificação por pontos (quantidade). Foi criada em seu mandato a categoria sazonal - (opcional) - contemplando as plantas de maior incidência nas diversas regionais. A primeira formação do Conselho Técnico teve como seu Presidente Alcides Cavasini Fileto, que na oportunidade era 1° Vice - Presidente, o mesmo funcionou até Outubro de 2011 quando por problemas nos julgamentos e a rejeição de grupos de associações fizeram com que o Conselho técnico tivessem suas atividades suspensas. Em 2012 promoveu a primeira Pesquisa Geral, em que todos os Associados puderam emitir suas opiniões e a partir daí se pode trilhar os caminhos dos próximos anos da Caob. Foi através dos dados desta pesquisa que foi definido a extinção do sistema de cobrança da taxa de 15% nas exposições. Mesmo podendo, estatutariamente, ser reeleito, por problemas pessoais e ser contrário ao instituto da reeleição, não se candidatou, porém trabalhou na eleição de seu sucessor, que fora eleito, o Nivaldo José da Cruz.

 

Nivaldo José da Cruz 

01/01/2013 A 31/12/2016

Assumiu a CAOB com três objetivos primordiais, a saber: acabar com a cobrança do 15% das Entidades expositoras, promover o resgate de associados e associações que deixaram a entidade mãe em administrações anteriores (2010), inclusive com a formação da Focer (Federação das Orquídeas do Cerrado), e em atendimento aos ditames legais e Estatutários, realizou uma melhora na qualidade das orquídeas expostas nas exposições coordenadas pela CAOB. Realizou o fim da cobrança dos 15% das entidades expositoras sem sobressaltos. Foram resgatadas praticamente todas entidades, Iporá, Brasilia, Goiânia, Itumbiara, Uberlândia, Uberaba (duas entidades), e por fim promoverou a implantação do julgamento qualitativo, contarando também com a ajuda e colaboração de caobiamos através do Conselho Técnico, dos coordenadores e do Conselho Deliberativo. 

 

Login

Contate-nos

Endereço: Rua Ceará, nº 789 - Baixada - São Joaquim da Barra / SP - Cep. 14600-000
Tefone: (16) 3728-2244
E-mail: secretaria@caob.com.br
E-mail: presidencia@caob.com.br